barras-lateral-amarelo
barras-lateral-verde

VAMOS DRIBLAR A CRISE? SIGA ALGUMAS DICAS!

• Proibido ficar no vermelho – a alta dos juros Selic terá reflexo nos juros da pessoa física, assim, endividamento nesse momento é muito temeroso. Pode parecer impossível, mas é exatamente nesses momentos que os credores também oferecem as melhores condições para negociações. A orientação é, primeiro, resolver a causa do endividamento. Adequar seu padrão de vida a uma nova realidade é muito difícil, mas é fundamental. Corte de gastos para ganhar fôlego e assumir o compromisso de pagar as dívidas. Se não se livrar desse problema de forma emergencial, pode ter certeza que a alta dos juros prejudicará a sua saúde financeira no futuro.

• Não é hora de dormir – ouço com frequência pessoas falarem “quero dormir e só acordar quando acabar a crise!”. Esse é um grande erro; períodos de adversidades devem ser encarados, pois aprendemos mais nos momento difíceis do que quando está tudo correndo muito bem. Mude a postura de sua vida pessoal e financeira. Invista em seu crescimento profissional e evite ficar em uma posição passiva. No âmbito familiar, chegou a hora de mostrar que é um líder, buscando reduzir gastos, isso porque, em média, 25% dos nossos gastos são com supérfluos. Sempre dizemos que não têm mais da onde reduzir os gastos, mas, depois, quando fazem uma análise, observam que é possível. Agindo assim, verá uma realidade muito diferente do que imaginava.

• Chegou o momento de sonhar – por mais que o cenário seja de pesadelo, nessa hora, é de grande importância sonhar, ou seja, definir os objetivos materiais, pois eles é que farão com que se tenha foco para evitar o descontrole ou mesmo o desespero.

• Evite gastos excessivos em moedas estrangeiras – em 2015, o vai-e-vem do câmbio deve se manter, mas o dólar continuará em alta. Sendo assim, cuidado com gastos excessivos em moeda estrangeira. Aquelas viagens para países que usam dólar ou euro podem esperar, priorize viagens internas ou pela América do Sul. Também evite comprar produtos importados, que tendem a ficar mais caros. Lembrando que compras em países chamados “emergentes” ainda podem ser interessantes.

• Invista – com a alta de juros, agora, é um bom momento para investir. Quem conseguir guardar, terá bons resultados. Contudo, o grande erro que observo é a ideia de poupar sem motivo e buscar sempre o melhor rendimento. No mercado financeiro, existem diversas opções de aplicação em ativos financeiros com riscos diferentes. A orientação é procurar variar o investimento de acordo com o tempo que o utilizará. De forma geral, o risco de uma aplicação financeira é diretamente proporcional à rentabilidade desejada pelo empreendedor, ou seja, quanto maior o retorno estimado pelo tipo de aplicação escolhida, maior será o risco. Por isso, é preciso cautela. No campo das ações, olhe para empresas que estão em baixa hoje, como Petrobrás, pois, muitas tendem a retomar valores anteriores.

Fonte: Portal Plena http://goo.gl/1RnkYn

Deixe um comentário

aposentacao educar